[bgsection pex_attr_title=”Obra I” pex_attr_subtitle=”As tragédias” pex_attr_undefined=”undefined” pex_attr_style=”section-light” pex_attr_bgcolor=”000000″ pex_attr_image=”http://whitesharkinvestments.com/wp-content/uploads/2017/01/Palácio-Chiado-1ª-Obra-4.jpg” pex_attr_imageopacity=”0.3″ pex_attr_bgimagestyle=”parallax-scroll” pex_attr_titlecolor=”cca104″ pex_attr_textcolor=”ffffff”]

História Artística

OMordomo serve um Chá efervescente quiçá proposital que culmina em Tragédia. A 25 de Novembro, na posse de D. Francisco de Paula de Portugal e Castro, 8º Conde de Vimioso e 2º Marquês de Valença, o Palácio é reduzido a escombros por violento incêndio. Sobreviventes, em Prata, o mesmo serviço de Chá, sofrem terríveis abalos, em 1755 com o terramoto de 1 de Novembro que destrói o que restara do Edifício.

Esta Obra evoca as duas inesquecíveis tragédias, sucedâneas, por isso juntas coabitam na mesma obra…

Não mais se falará de Assolação…

160 x 109 CM

Técnica Mista sobre Tela

2016

[/bgsection]